selo-verde-gpUma das questões mais importantes e debatidas atualmente é o papel das empresas com relação ao impacto ambiental que seus projetos causam ao meio ambiente. Atenta a isso, a Guerini busca a restauração e preservação dos ecossistemas em cada empreendimento realizado, preocupando-se ao máximo em minimizar os impactos envolvidos e seguir à risca a legislação ambiental vigente.

É extremamente importante conciliar as atividades do empreendedorismo imobiliário com os conceitos do desenvolvimento sustentável. Isto é mostrado quando a empresa aplica técnicas e métodos de gestão ambiental nos projetos urbanísticos, optando por opções sustentáveis de acordo com o cumprimento da Lei ambiental.

Em seus projetos urbanísticos, a Guerini cria opções que contribuam para o enriquecimento e proteção do habitat natural, além de cumprir com sua obrigação de valorizar todos os fragmentos da vegetação existente na paisagem local, como as APPs (Área de Preservação Permanente). Exemplo disso é a construção de represas em lugares onde existiam nascentes d’água, tornando o ecossistema local mais abundante em recursos naturais. A própria arborização do viário de seus empreendimentos, promove o plantio de árvores de espécies nativas do local.

Tanto no desenho urbanístico quanto na elaboração das Normas Construtivas, a preocupação com a taxa de permeabilidade permite uma ocupação cada vez mais integrada à vegetação local. Em contraposição à prática antiga, que em sua maioria contemplava áreas verdes isoladas, os projetos da Guerini distribuem as mesmas por toda gleba, levando conforto térmico, visual e ambiental a todos.

Sempre que necessário, a empresa implanta bacias de contenção de águas pluviais, evitando o assoreamento de córregos e a degradação da vegetação nativa, promove sua recomposição por meio da restauração florestal e aumenta os fragmentos de mata, beneficiando a manutenção da fauna e flora de toda a região.

Até hoje, estima-se que a Guerini Planejamentos interveio positivamente em cerca de 1,3 MILHÃO DE M², entre áreas verdes, de lazer e de preservação ambiental, além de ter promovido o plantio de aproximadamente 140 MIL MUDAS de diversas espécies.

A seguir, alguns trabalhos desempenhados em parceria com os órgãos competentes:

  • SAAE DE PORTO FELIZ/SP: Destaque para a construção de uma barragem no Ribeirão Avecuia para melhorar a captação de água bruta, resultando no aumento da capacidade do reservatório e na diminuição do risco da falta de água para a cidade.
  • PREFEITURA PORTO FELIZ/SP: Realização de várias ações mitigadoras como limpeza das APPs (Área de Preservação Permanente) e reformas nas infraestruturas de saneamento, principalmente no sistema de drenagem.
  • SABESP DE BOITUVA/SP: Destaque para a iniciativa da Guerini em elaborar e firmar um Termo de Acordo e Compromisso (TAC) com a CETESB, Prefeitura, Ministério Público, SABESP e empresários do ramo imobiliário, que permitiu 100% de tratamento do esgoto da cidade.

Os projetos urbanísticos desenvolvidos pela Guerini também geram impacto positivo ao meio ambiente. O principal exemplo é o Parque Linear planejado, que integra cinco empreendimentos da marca Portal Ville (Primaveras I e II, Azaleia, Gardênia e Acácias) em um único sistema de flora e fauna.

  • ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO EM BOITUVA/SP: Doação de aproximadamente R$ 2 milhões para a SABESP construir a Estação de Tratamento de Esgoto da Bacia do Ribeirão Pau D’Alho.
  • ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO EM PORTO FELIZ/SP: Doação de terreno no Distrito Industrial localizado na SP-300, km 125. Área total doada: 3.000 m².
  • SISTEMA DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA TRATADA EM PORTO FELIZ/SP: Doação de terreno no Distrito Industrial localizado na SP-300, km 125. Área total doada: 1.000 m².
  • ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO EM PORTO FELIZ/SP: Doação de terreno para construção da estação no Bairro Palmital. Área total doada: 2.000 m².